Tuesday, September 01, 2009

Eu sei que não
Vai ser assim
Tão rápido

A mensagem vai viajar
Até as estrelas,
Para chegar até você

Enquanto na minha cadeira
Bebo uma taça.

Revejo o que mandei
Te imagino sorrir,
Imagino um milhão
De fogos explodir

As musicas se vão
Uma atrás da outra
Contando estórias
De sonhos estelares

Enquanto na minha cadeira
Bebo um vinho.

Seus minutos de prazer
São mundos em implosão
Um por segundo
Todos em silêncio.

A hora é traiçoeira
Ri, provoca e conta
Os goles sedentos

Enquanto na minha cadeira
Bebo sozinho.

7 comments:

Priscila Milanez said...

Bonito texto! Belíssimas imagens... Vi os fogos multicoloridos a explodirem!

Emely said...

vai acabar afogando o belo Sorriso.

=)

karina rabinovitz said...

que bom esse vinho...

Lívia Ferreira said...
This comment has been removed by the author.
Lívia Ferreira said...

Sozinho, mas não em solidão. Que mais podemos querer da vida?

Lívia Ferreira said...

Sozinho, mas não em solidão. Que mais podemos querer da vida?

Cristiano Contreiras said...

Você é intensamente poético, meu caro! abraço