Friday, October 02, 2009

mundos

de todas as tentativas
de relegar a vida
em tragadas, engolidas
de certo, arriscadas
que me tornaram decrépito
em aborrecido sono

tentei de tudo
de tudo mesmo
para chegar lá
do lado de lá
n’outro lado

perniciosos ritos de passagem
de hoje para hoje mesmo
e amanha que nunca chega
e quando chega deixa
tudo pra trás

                                como num jorro
                                num orgasmo
                                em triste júbilo
                                desfalecido

ao acordar no mesmo dia
no mesmo lugar
sob o mesmo sol
em comiseração
pela minha
falta

pelas ganas de transpor
a compleição da tez
e ressurgir
ou findar

completamente

             mas
             não
         nunca fui
         não ainda
             não
             não
             não

7 comments:

Emely said...

tenho a sensaçao de ter te visto ir e voltar!

Papillon said...

jaya irmão... lindos textos!!!visitarei com frequencia...
até... beijos Felícia

Anonymous said...

muitooooo bonitooooo...gostei

malaspina pai

Priscila Milanez said...

O que seria de nós se todas as tentativas dessem certo? Ainda bem que algumas falham.

Hneto said...

Ressurgir ou findar? Independentemente da alternativa escolhida já há aqui um ótimo verso. Saudações!

Priscila Milanez said...

esse aqui mudou! =)

Ligia said...

Gosto muito de seu jeito de escrever. Muito legal mesmo Tulio.
abraços